Meat Free Monday #5

E quase sem darmos por isso já conseguimos fazer 5 refeições sem carne, sem peixe!

A proposta de hoje é um arroz com legumes. É fácil de fazer e muito rápido (é quase batota!), o que é meio caminho andado para o sucesso.

Desta vez aproveitei para testar a reação delas à abóbora mas, pelo sim pelo não, juntei também cenoura. Há quem defenda que não se deve juntar as duas na mesma refeição (ou na sopa), e normalmente eu não junto. Mas como queria ver se elas aceitavam bem o sabor, acabei por misturar alguma cenoura, não fosse o diabo tecê-las.

Este arroz leva couve flor mas nem se nota que ela lá está, o que é uma óptima forma de esconder mais um legume, especialmente quando é um legume com pouca aceitação. E a verdade é que ninguém deu por ela, mas comeram com muita satisfação.


Para meu grande espanto elas comeram a abóbora sem estranhar nada. Mas a verdade é que a abóbora butternut tem um sabor muito suave e é bastante agradável de comer assim (sem ser em sopa!).

As mais crescidas comeram bastante bem, embora a Teresa desista de comer os grãos a meio da refeição – 2 votos a favor.

Eu adorei! E ainda me fascina a sensação de ficar satisfeita sem me sentir pesada!  1 voto a favor

O pai da casa comeu bem e sem grandes hesitações! 1 voto a favor

A Sofia comeu bem, mas tive de fazer um puré com o grão e com a abóbora e envolver no arroz (estava malandrinho por isso envolveu bem o puré), mas em compensação comeu o lombardo sem reclamações – 1 voto a favor

* *

Ao fim de 5 refeições testadas parece-se que só os legumes gratinados tiveram uma fraca aceitação na maioria das crianças, por isso fica em suspenso e volto a tentar lá mais para Setembro. As outras vão integrar as nossas ementas mensais, o que significa que, há medida que vai havendo mais repetições de receitas há menos artigos no blog sobre receitas novas.

Este foi o mês de arranque e correu muito melhor do que podia esperar. Vou continuar a experimentar novas receitas mas não há razão para não repetir as que correram tão bem, verdade?

Tagged , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *