7 anos de Mafalda

7anosdeMafalda

Se há coisa que vais aprender é que a vida não pára. Nem sequer por um minuto, nem sequer por um segundo para poderes recuperar o fôlego e tirares uma boa fotografia mental do momento.

Um dia hás de tropeçar nestas minhas palavras para ti e hás de achar tudo isto feito de lugares comuns.

Um dia hás de ter crescido o suficiente, vivido o suficiente, e amado o suficiente para conseguires, finalmente, entender que os lugares comuns são tão bons para expressar tudo aquilo que não conseguimos expressar com outras palavras.

E hoje fazes 7 anos! Acho que estás orgulhosa de ti. Nessa tua ânsia de seres crescida, estás agora um ano mais perto do teu objetivo. E não há quem te convença que o melhor do mundo é ser assim, como tu és agora. Crescer é inevitável, sei-o bem, tão bem como sei que a infância é curta, por isso quero que a vivas ao máximo. Faltam 5 anos para entrares na adolescência, e sim estou em contagem decrescente, porque vê minha filha, já passaram 7 desde que nasceste e eu nem dei bem pelo tempo passar, por isso acredito que antes que eu me consiga preparar para isso, tu serás uma mulherzinha. Mas tu estás deserta de lá chegar e eu quero que lá chegues com tudo o que precisas para lhe sobreviveres.

És como um cavalo selvagem, não vale nunca a pena fazer-te frente, mas o teu coração é enorme e não resiste a um pedido de ajuda, por isso muitas vezes as tuas “obrigações” são transformadas em “ajudas” para que as cumpras de bom grado e sem te sentires contrariada. Sim, em 7 anos aprendi tanto (ou mais) do que te ensinei! Mas continuo a fazer-te frente porque, bem…, esse é o meu papel de mãe!

És a rainha da festa, continuas a gostar de mandar e onde quer que vás entras em grande estilo. Sempre que entras na tua nova escola gritas um fantástico e contagiante bom dia, é impossível não te sorrir. É por isso que és magnética e com o tempo vais reparar no quão fascinante és para algumas pessoas. Mas hás também de aprender que existe um outro lado da medalha. Mais tarde, espero eu.

És vaidosa e segura de ti. Eu, como sempre me senti como o patinho feio, prefiro que assim sejas. Espero que consigas manter essa tua auto-estima. Ser-te-à muito útil ao longo da tua vida.

Tens uma capacidade de te adaptar a novas situações que me surpreende sempre, e esta nova escola e estes novos amigos fizeram-te muito bem. Foste para um meio mais pequeno mas cresceste muito, perdeste grande parte das tuas infantilidades e, surpreendentemente, os teus horizontes alargaram-se.

Descobriste que adoras cavalos, e agora queres uma quinta onde possamos tê-los. Continuas a gostar de te vestir de forma “fashion” e de usar as minhas e as tuas maquilhagens, mas deixaste de parecer tão presa a essa ideia. As tuas brincadeiras continuam a ser imitações da sala de aula, ou de pais e mães que deixam os filhos na escola.

Estás a descobrir que gostas de fotografia e o teu avô não podia ter ficado mais feliz. Esta é mais uma forma de arte que te seduz, a juntar ao desenho, à pintura, às colagens e a todos os outros trabalhos que gostas de fazer.

Continuas a ser uma excelente irmã e, claro, tens os normais momentos de birras com elas, mas tudo isso faz parte.

E já tens outro tipo de conversas, já sabes formalizar uma opinião, já consegues ter conversas sérias, e sempre que algo te preocupa ou te incomoda não hesitas em vir ter comigo e conversar. Aos poucos estás a interiorizar o teu mundo e a construir as tuas verdades, e não vale a pena eu dizer-te o contrário: às vezes é doloroso e difícil, mas faz parte.

Continuas a querer ver-me sorrir e por isso várias vezes me dizes para sorrir. Só mesmo tu para quebrar a mecânica da rotina!

Continuas a não ser muito simpatizante com cães e se eles te aparecem à frente sem estares à espera descontrolas-te e gritas como se te estivesse a atacar. Também detestas o escuro.

Adoras as tuas gatas e elas retribuem-te.

Ainda és a minha Maria Bolacha, e isso não vai mudar nunca.

Parabéns minha filha, para ti o mundo.

Tagged . Bookmark the permalink.

2 Responses to 7 anos de Mafalda

  1. Dina Magalhães says:

    Parabéns, Mafalda. Que continues a lançar a tua maravilhosa luz (magnetismo) em tudo o que fizeres na vida. Beijokas grandes para ti e para a tua fantástica mamã

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *