Aplicações em Tecido

Hoje quero partilhar contigo uma forma simples, fácil e rápida de transformar uma coisa simples em algo mais! Já referi que é simples? E fácil? E rápido?

Então é assim:

Pegas numa coisa simples, como uma t-shirt lisa de qualquer cor que queiras. Também servem as camisolas de manga comprida, blusões de ganga, calças de ganga, saias… O que quiseres.
Escolhes um desenho qualquer, o que te apetecer, e escolhes o tamanho.
Aplicas o teu desenho na tua peça de roupa.
É tão fácil e rápido quanto isto, e o melhor é que deixas de ter uma peça de roupa simples para passares a ter uma das peças de roupa favoritas das tuas crianças. Ora vê a Teresa orgulhosamente vestida com a T-shirt do bolo, como ela lhe chama. Esta T-shirt é agora uma das suas preferidas e é certamente uma das mais baratas!

aplicações em tecido 1

Estas aplicações são muito úteis e tenho-as usado desde que comecei as minhas andanças pela costura. E têm muitas vantagens como poder comprar camisolas lisas muito mais baratas que as estampadas e decorá-las com qualquer desenho que as miudas escolham.

Estas aplicações também são uma exelente forma de esconder aquelas nódoas que por muito que te esforces já não vão sair ou remendar um rasgão ou uma zona mais gasta da roupa.

E claro também podes usar este método para fazer aplicações na tua própria roupa, basta que escolhas tecidos e desenhos ao teu gosto.

Queres ver de perto como ficou esta aplicação?

DSCN0905_1

Ah e tal… mas isso é feito com úma máquina XPTO e a minha é uma XPTO_menos_100 e não dá para isso. Nada disso, consegues fazer isto, igualzinho, desde que a tua máquina faça ponto de zig-zag, e praticamente todas fazem! Por isso não tenhas medo de não conseguires fazê-lo na tua máquina porque com as minhas direções vais fazê-lo tão bem ou melhor do que eu!

Ah e tal… mas isso é para quem tem máquina de costura e eu não tenho por isso isto não me serve para nada e eu não consigo fazer nada disto. Verdade mas em alternativa consegues fazer isto:

DSCN0952_1

Que é mais ou menos a mesma coisa mas cosido à mão. E não, não demora mais tempo e sim, é mesmo fácil, e resulta da mesma maneira. E tem o mesmo charme.

Então e como é que isto se faz? Boa pergunta! Para fazeres estas aplicações precisas:

     1 – Do meu novo tutorial “Aplicações em Tecido”. Se és subscritora do site Meias Marias já o recebeste grátis na tua caixa de correio. Se não és podes compra-lo aqui:

Ver Tutorial

     2 – De uma peça de roupa à tua escolha.
3 – De um desenho para aplicar e dos materiais sugeridos no tutorial. Em alternativa podes comprar os kits de aplicações na Loja, já vêm cortados e prontos a serem cosidos, e estão disponíveis em vários tamanhos.

E essas coisas lindas e brilhantes que acrescentaste nas aplicações? O tutorial também te explica como se aplicam!

Agora só tens de por mãos à obra e transformar a tua peça simples em algo mais!

E já sabes que podes partilhar as tuas ideias na caixa de comentários aqui em cima e podes também partilhar os teus projetos acabados feitos com este tutorial!

Regresso às aulas

DSCN1017_1

Hoje começa uma nova fase. Para elas enquanto seres individuais que são, para nós enquanto pais, e para a família que em conjunto formamos.

A escola é a mesma mas dentro da escola mudam de lugar. A Teresa deixa a cresce e passa para o jardim de infância, coisa que a deixa muito orgulhosa e que serviu de mote para outras grandes mudanças por aqui. Mas disso falarei num outro dia. Parece ir com mais vontade e com menos medos, agora que está na escola da mana. Até já diz que tem um amorzinho, coisa que eu achei deliciosa e que deixou o pai de nervos em franja!

A Mafalda começa o 1º ano, está cheia de vontade de estudar os livros, de fazer trabalhos de casa e de aprender coisas novas. Nem ela sabe como o mundo dela vai mudar assim que ela souber ler e escrever! Tem novos amigos e uma professora com quem criou logo empatia.

Nós somos orgulhosos pais destas meninas que crescem aos nossos olhos mais depressa do que cogumelos no mato. E eu tenho tido dificuldade em aceitar que já passaram 6 anos desde que me vi a braços com a primeira gravidez e que a minha primogénita começa agora o seu percurso escolar. Já não tem nada de pequenina esta minha filha.

Calha bem estar de licença de maternidade porque consigo acompanhar melhor esta transição da Mafalda na escola. Tenho mais tempo para organizar as rotinas de todos e consigo arranjar uma janela de tempo para estar com elas quando a escola acaba.

E por aí? Também se regressa à escola?

1 mês de Sofia

DSCN0981_1

E já passou um mês! Na mesma a sensação de que foi ontem, que sei que me irá acompanhar toda a vida. A Sofia é um doce de bebé, muito mais fácil do que qualquer uma das irmãs. Abençoada com um charme só dela que me desarma todos os dias.

Passa muito tempo a dormir, chora pouco e quando está acordada olha para mim como quem me aprende, àvida de me saber. Também sorri muito, coisa que só me lembro das irmãs fazerem mais tarde. Não será certamente um riso social mas apesar de ser reflexo cumpre a sua função. Cada vez que me sorri sinto-me ficar um pouco mais cheia de amor, se é que isso é possivel.

Estou longe de dominar as novas rotinas. Gerir 5 pessoas não é fácil e claro que o mais dificil é sempre gerir as minhas rotinas e as minhas necessidades no meio de todas as outras. A vantagem é que ao fim de 3 filhos já sei que com o tempo chegarei lá. Sem pressas.

Por agora vou-me mantendo o mais acordada que consigo, vou comendo nos intervalos da chuva, brinco, ralho, arrumo, preparo refeições e outras rotinas domésticas enquanto a mais nova dorme, e tento dormir nos pequenos espaços de tempo em que está tudo calmo.

Resisto ao cansaço pondo a cabeça em futuros projetos, nas coisas que quero fazer e isso tem-me mantido focada. Aprendi com a Mafalda a não fazer planos e não os faço. Sei que tenho de aproveitar cada janela de oportunidade e aos poucos vou conseguindo trabalhar num ou noutro projeto, o que me deixa serena para enfrentar o resto. Não é novidade que este é o meu escape e também não é novidade que a maternidade não é uma pera doce. Quando as cólicas apertam ou as birras das mais velhas atingem os limites, vou até ao meu espaço de costura, entro, respiro fundo, olho à minha volta, idealizo um qualquer projeto para este ou aquele tecido, esta ou aquela lã, e estou pronta para continuar a ser mãe. Consome menos tempo e menos dinheiro que um psiquiatra 🙂

A escola recomeça em breve e com ela o meu tempo fica um bocadinho maior. Esperas por mim aqui?